BEBER CACHAÇA agora é CHIQUE!

A Cachaça Artesanal, de boa qualidade deixou de ser só bebida de boteco, bebida de “pinguço” e está cada vez mais sendo consumida pela elite econômica e cultural de todo o país.

A elite está descobrindo o verdadeiro sabor e o valor de uma cachaça de qualidade.

Em garrafas mais elaboradas e de porcelana ou de fino chocolate, em caixas de madeira de lei e em caixas de presente, podem ser facilmente encontras em shoppings e supermercados sofisticados. Da senzala para a casa grande. Muitos hotéis já vendem cachaças com marcas próprias, produzidas exclusivamente para seus clientes e outros incluíram no serviço de bar uma carta de cachaças.

Em são Paulo, a maior cidade brasileira, a cachaça conquistou alguns dos espaços mais nobres, como a Casa Godinho, a Casa Santa Luzia e o Empório Santa Maria. E ocupa um lugar ao lado das bebidas nobres, como vinho e uísques finos.

Os supermercados Mambo, com público das classes A e B, destinaram grande parte da sua seção de bebidas para as cachaças, principalmente as mineiras, que são consideradas as melhores por aqui.

Já no shopping Iguatemi, reduto da elite paulistana, a rede de lojas Imaginarium, conhecida pelas suas vitrines luxuosas e pelo design de suas peças, inaugurou uma vitrine batizada de “brasilidade” e nela, estão expostos cálices especiais para degustação de cachaça além de outros acessórios e variações do mesmo tema.

Mas o avanço cultural, não para por aí, a Kopenhagem, uma das mais sofisticada fábricas de chocolate do país, lançou recentemente um bombom chamado “cachaça”. É uma espécie de revisão nacionalista do tradicional bombom de licor, modelado na forma de uma garrafinha de chocolate, só que com cachaça no seu interior.

A cachaça está tomando conta dos endereços finos de todas as principais cidades brasileiras onde estabelecimentos sofisticados têm hoje seu mix de cachaças nobres, que se tornaram um dos itens mais procurados pelos consumidores.

 

Saúde! Aprecie com moderação.

 

Cachaça Sombra do Ipê e Córrego do Ouro